Pular para o conteúdo

Jesus diz no livro de coríntios que os discípulos deveriam ceiar:

"Porque eu recebi do Senhor o que também vos ensinei: que o Senhor Jesus, na noite em que foi traído, tomou o pão;
E, tendo dado graças, o partiu e disse: Tomai, comei; isto é o meu corpo que é partido por vós; fazei isto em memória de mim.
Semelhantemente também, depois de cear, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue; fazei isto, todas as vezes que beberdes, em memória de mim.
Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes este cálice anunciais a morte do Senhor, até que venha". (1 Co 11:23-26)

Nesse ensinamento, Jesus não apenas ensina como a Santa Ceia deve ser, mas também a periodicidade. Algumas igrejas gostam de realizar a ceia uma vez por mês, outras realizam semanalmente, alguns fazem apenas uma vez por ano. Mas Jesus mencionou algo sobre o tempo entre uma ceia e outra? Não, apenas disse que era para fazer para lembrarmos dele e do que ele fez. O sangue representa o sacrifício na cruz, a entrega e o preço alto que foi pago para salvar a todos nós, pecadores. O pão representa o corpo de Jesus que foi entregue.

Quando estamos ceiando, estamos tomando parte do sacrifício de Cristo. A ceia é um momento de memória, um momento de recordação e de alegria por sabermos que fomos tão amados por Deus a ponto dEle ter enviado seu único filho para morrer por nós:

"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna". (Jo 3:16)

Essa lembrança precisa tocar o nosso coração. Então, voltando à pergunta: quando devemos ceiar?

Mais do que simplesmente uma regra, a ceia do Senhor precisa ser um momento de gratidão. Como Jesus fazia isso quando estava em casa com os discípulos, talvez um bom momento para ceiar seja justamente esse, quando você estiver se reunindo com seus grupos ou células, na intimidade. É comum que as congregações façam grandes eventos de ceia com centenas e até milhares de pessoas ceiando ao mesmo tempo, e eu não vejo problema nisso. Mas olhando para o que Jesus fazia na Palavra e os registros que temos escritos, a ceia parece ser um momento de intimidade, então talvez seja mais fácil de se concentrar no real significado da ceia em um grupo menor.